Galerias
 
 
A A A    
Mapa concede registro definitivo ao benzoato
30/11/2017
 

O Ministério da Agricultura, Pecuária e do Abastecimento (Mapa), por meio do Departamento de Fiscalização de Insumos Agrícolas (DFIA), concedeu nessa quarta-feira (29/11) o registro definitivo para o produto PROCLAIM 50, à base do ingrediente ativo benzoato de emamectina, importante para o combate da praga Helicoverpa armigera, que ataca cultivos de soja, algodão e feijão, entre outros.

“O produto foi avaliado pelo ministério quanto à eficiência agronômica e está apto a entrar no mercado”, disse o secretário de Defesa Agropecuária, Luis Rangel. “Ele também foi avaliado e aprovado pelos órgãos de meio ambiente e de saúde humana. É seguro e atende a todos os parâmetros de registro”.

Helicoverpa armigera assolou lavouras do Brasil a partir do ano de 2011, causando prejuízos estimados em mais de R$ 11 bilhões. O produto foi alvo de uma autorização emergencial para combater a praga em 2013, em vigor até hoje.

O ministro Blairo Maggi disse que “o registro definitivo da molécula é um marco histórico, pois demandou todo um esforço conjunto, de vários setores, enquanto permanecia a convivência com a praga.”

“A partir deste momento”, disse ainda o ministro, “a empresa responsável pela substância assume a garantia de manter um regime de produção e de estoque e que deverá atender a todo o mercado brasileiro”

 Anvisa autoriza uso do paraquat por mais três anos - A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), vinculada ao Ministério da Saúde, decidiu rever sua posição de suspensão do herbicida paraquat do mercado brasileiro enquanto está aberto o processo de descontinuidade da molécula por um período de três anos.

De acordo com Luís Eduardo Rangel, secretário de Defesa Agropecuária do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), a decisão demonstra uma visão acertada e alinhada com o que há de melhor na política pública de pesticidas no mundo, preconizados pelas agências de segurança da Europa (EFSA) e dos EUA (IPIE).

Para o secretário Rangel, o Mapa está alinhado com a preocupação toxicológica que a Anvisa coloca em relação ao produto e sua decisão regulatória. A agência, por sua vez, está também sensibilizada quanto a importância do paraquat para a agricultura nacional. “Prevaleceu o bom senso”, disse o secretário.

O produto, de baixo custo, é utilizado há vários anos por inúmeros países. É aplicado no pré-plantio das culturas de grãos e na dessecação de culturas para a pré-colheita. “O paraquat é importante na dessecação das culturas (secagem) e não existe hoje no mercado outra opção e que dê o mesmo resultado”, esclareceu Rangel. “O seu uso está restrito a culturas de algodão, soja, arroz, banana, batata, café, cana-de-açúcar, citros, feijão, maçã, milho e trigo”

O Ministério da Agricultura acompanhou a força tarefa das empresas produtoras e associações de produtores, os quais solicitaram à Anvisa a revisão de sua posição da suspensão da molécula, já que se tratava de um produto antigo e havia entrado no rol das reavaliações da agência.

A agência acatou o pedido no último dia 27, durante a reunião da diretoria colegiada, e estipulou prazo de três anos de transição para que sejam apresentados novos estudos feitos à luz da ciência, que demonstrem e possam reverter a descontinuidade da manutenção do produto por mais tempo.

 
Fonte: Coordenação Geral de Comunicação Social do Mapa
 
 
 
 
Fotos Videos
7ª Jornada de Atualização em Campo Verde
7ª Jornada de Atualização em Primavera do Leste
7ª Jornada de Atualização em Rondonópolis
Mais  Fotos
 
 
 
Institucional Notícias Sustentabilidade
Quem Somos Fale Conosco Programa Semeando o Bem
Histórico   Programa Fazenda Saudável
Missão, Visão e Valores Galerias Programa ABR
  Fotos Sistema BCI
  Vídeos  
Diretoria Legislação Publicações
     
     
 
IAS - Instituto Algodão Social
Rua Engº Edgard Prado Arze, nº 1.777, Qd 03 - Setor A, Edifício Cloves Vettorato, Centro Político Administrativo - CEP 78049-015
Cuiabá - Mato Grosso - Brasil - +55 (65) 3322-0001

2012 - Todos os direitos reservados